Odyssey é o filme nomeado pelo Doclisboa ao Prémio Doc Alliance

Odyssey3 (1)

Já são conhecidos os filmes e os jurados, nomeados pelos 7 festivais de cinema da rede Doc Alliance, para o concurso anual ao Prémio homónimo.

Este ano, o filme nomeado pelo Doclisboa é Odysseyde Sabine Groenewegen, que teve estreia mundial na competição internacional do festival em 2018.

Odyssey, partindo da premissa de duas inteligências indeterminadas que interceptam imagens de seres humanos a viver numa zona desconhecida como Low Land, o filme junta material de arquivo, ficção científica e poesia, para questionar os elementos visuais e transgeracionais da colonialidade e a sua retórica.

Para júri, o Doclisboa convidou Tiago Santos, argumentista e crítico de cinema da Revista Sábado, que se juntará aos restantes 6 jurados, nomeados pelos festivais Doc Alliance.

A rede Doc Alliance é constituída, para além do Doclisboa, pelos festivais CPH:DOX (Dinamarca), DOK Leipzig (Alemanha), Against Gravity (Polónia), Jihlava IDFF (República Checa), Visions du Réel (Suiça) e FID Marseille (França) e o seu objectivo é apoiar o trabalho de realizadores emergentes e promover o cinema documental de cariz mais autoral e independente.

Para este concurso, cada festival nomeia anualmente 1 filme e 1 membro do júri.

O Prémio, no valor de 5.000 euros para a produção de um filme, será entregue no Doc Day Lunch do Marché du Film (Festival de Cannes), no dia 21 de Maio.

 

FILMES E JURADOS DOC ALLIANCE 2019

 

Nomeados pelo Doclisboa (Portugal)

Odyssey 

Sabine Groenewegen, Holanda / França / Bélgica / Portugal, 63′

Júri 

Tiago Santos, argumentista e crítico de cinema da Revista Sábado

 

Nomeados pelo CPH:DOX (Dinamarca)

Shelter 

Enrico Masi, Itália / França, 81′

Júri 

Pernille Lystlund Matzen, crítica de cinema para a plataforma www.skuelyst.dk

 

Nomeados pelo Against Gravity (Polónia)

In Touch 

Pawel Ziemilski, Polónia / Islândia, 61′

Júri 

Jakub Majmurek, crítico de política e de cinema freelancer

 

Nomeados pelo DOK Leipzig (Alemanha)

Cinema Morocco 

Ricardo Calil, Brasil, 76′

Júri

Julia Weigl, escreve para o Suddeutsche Zeitung, Munchner Feuilleton e para o blog de cinema Cereality

 

Nomeados pelo Jihlava IDFF (República Checa)

Kiruna – A Brand New World

Greta Stocklassa, República Checa, 87′

Júri 

Kamila Bohácková, crítica de cinema para a plataforma www.dokrevue.cz

 

Nomeados pelo FID Marseille (França)

Derrierè nos yeaux 

Anton Bialas, França, 46′

Júri 

Nanako Tsukidate, crítico de cinema para a Nobody Magazine

 

Nomeados pelo Visions du Réel

Sans Frapé

Alexe Poukine, Bélgica / França, 83′

Júri 

Christien Jungen, jornalista de cinema, escreve para o Neue Zurcher Zeitung

 

 

Notícias