DOCLISBOA 2019 – Conheça o Programa das Retrospectivas

WAESCH_1_Copyright_DEFA_Stiftung_Horst_Sperber (8)

De 17 a 27 de Outubro, chega mais uma edição do Doclisboa – Festival Internacional de Cinema, e neste mês apresentamos já as retrospectivas que farão parte do festival, com a curadoria de Agnès Wildenstein e Davide Oberto:

 

RETROSPECTIVA
Ascensão e Queda do Muro – O Cinema da Alemanha de Leste

Este ano, comemora-se o 30º aniversário da queda do Muro de Berlim.

A DEFA, Deutsche Film Aktiengesellschaft, um estúdio estatal de cinema, foi fundada logo após a Segunda Guerra Mundial e permaneceu em actividade até 1991, tendo produzido centenas de filmes de ficção e documentários.
Muitos cineastas talentosos criaram uma obra significativa que merece ser redescoberta e reavaliada, permitindo-nos compreender melhor um momento emocionante da história contemporânea do cinema com uma perspectiva actual.

Esta retrospectiva tem como objectivo mostrar a abundância de formas e temas nas produções cinematográficas da Alemanha Oriental, principalmente da DEFA, censuradas ou não: filmes de propaganda e proibidos, ficções e documentários, curtas e longas, realizados por várias gerações de cineastas, incluindo Konrad WeissGerhard Lamprecht, Karl GassWinfried JungeGerhard KleinJürgen Böttcher, Volker Koepp, Gitta NickelAndreas VoigtHelke Misselwitz e Thomas Heise, entre outros, sem esquecer um dos seus melhores directores de fotografia,Thomas Plenert.
Retratam o povo alemão – por vezes acompanhando-o ao longo dos anos – a viver num país ferido num território ferido.

Reconstrução, juventude, mulheres, trabalho, vida quotidiana, a cena musical e a vida artística e a cidade de Berlim são alguns dos tópicos recorrentes nestes filmes que se servem de diversas linguagens cinematográficas. Vê-los significa não apenas desenterrar o passado, mas também repensar o nosso presente.

Agnès Wildenstein
Curadora da retrospectiva

Programação aqui.

 

RETROSPECTIVA                                                                                                        Jocelyne Saab

Jocelyne Saab é uma figura singular no panorama do cinema contemporâneo.

Como uma continuação da viagem iniciada no Doclisboa’18 seguindo as margens do Eufrates para iluminar melhor uma área do mundo tão próxima (de nós), embora aparentemente distante, encontramos Jocelyne Saab: libanesa, cineasta, fotógrafa, jornalista, intelectual refinada, feminista. 

O seu cinema, feito de documentários, reportagens, filmes de ficção, tem como ponto de partida a cidade de Beirute para depois atravessar o Médio Oriente, o Mediterrâneo e diferentes expressões artísticas, com um olhar intenso e ao mesmo tempo alegremente surrealista.   

Davide Oberto,                                                                                            Curador da retrospectiva

Programação aqui.

 

Este ano, o Doclisboa celebra a sua 17ª edição, e acontece em vários espaços da cidade de Lisboa entre 17 e 27 de Outubro.

 

Parceria com a Cinemateca Portuguesa
A retrospectiva Ascensão e Queda do Muro – O Cinema da Alemanha de Leste tem o apoio do Goethe Institut Portugal

3r3t

Notícias