“Imagens Familiares” em Arcos de Valdevez

3

Já vem de trás a parceria entre a Apordoc e a Câmara Municipal de Arcos de Valdevez, ou não fosse ali que se realiza anualmente o Doc’s Kingdom. Mas estreita-se agora a colaboração, com o ciclo “Imagens Familiares”, que dá à terra um mês de filmes, entre os dias 30 dos meses de Novembro e Dezembro. Uma selecção de curtas-metragens da secção Verdes Anos da 15ª edição do Doclisboa, em que o elo de ligação se faz através dos núcleos familiares:

30 de Novembro, 1 e 2 de Dezembro
Jacarepaguá
Maria Ganem, 2017, Portugal, 6’
O cineasta francês Alain Cavalier visita uma casa suburbana no Rio de Janeiro, nos anos 1980, e interroga-se sobre os ganhos da chegada da câmara portátil ao cinema.

8 e 9 de Dezembro
Quando o Dia Acaba
Pedro Gonçalves, 2017, Portugal, 15’
O retrato de uma família homoparental. Marta e Mariana são casadas e vivem com os dois filhos – Matias (4 anos) e uma menina de um ano, Maria Mar – e um dálmata. Como é que o amor entre estas pessoas se pode materializar em pequenos gestos?

15 e 16 de Dezembro
Lemons (na imagem)
Srinivas Reddy Sanikommu, 2017, Portugal, 12’
Uma rapariga e a sua amiga tentam roubar limões do pomar da igreja, o que leva a uma inesperada conversa íntima sobre religião e liberdade pessoal. As discussões inspiram uma demanda de reconquista da sua autonomia de uma instituição religiosa.

21 a 23 de Dezembro
Entre o Céu e o Mar
Giuliane Maciel, 2017, Portugal, 13’
O filme nasce da necessidade de respostas, da busca da realizadora pelas suas origens junto de memórias e antigas cassetes filmadas por si e pelos seus pais.

28 a 30 de Dezembro
Norley and Norlen
Flavio Ferreira, 2017, Cuba, Portugal, Espanha, 8’
A linguagem silenciosa de dois irmãos, intimidade física. A diferença através da igualdade. Norley e Norlen são gémeos. Umas vezes lutam… e outras não.

Notícias