Apresentação

O Arché é um laboratório de actividades profissionais, destinado a realizadores, produtores e outros profissionais de cinema. Com o apoio do Programa Ibermedia, pretende colocar à disposição ferramentas, bem como momentos de reflexão e formação para a criação de novos projectos, garantindo a sua identidade e qualidade.

São seus objectivos fundamentais:
• Proporcionar um espaço de reflexão profunda sobre projectos de filmes em diferentes fases da sua produção, contribuindo para a sua qualidade e portanto para a sua carreira futura;
• Proporcionar um trabalho sobre os projectos participantes que seja livre de objectivos imediatos de carácter financeiro ou logístico, mas que incida directamente na reflexão sobre o processo criativo ao nível da realização e produção;
• Incentivar a criação de redes de colaboração entre diferentes projectos e estruturas de produção, possibilitando a colaboração entre estruturas independentes, de modo a salvaguardar a identidade dos projectos participantes;
• Proporcionar um contacto com agentes internacionais de grande qualidade, num ambiente de trabalho profundidade;
• Criar um modelo de mercado focado em projectos e em autores, pensando o processo de produção como um processo antes de mais autoral;
• Contribuir para a integração dos autores e produtores portugueses nas redes internacionais, dando-lhes acesso às problemáticas, temáticas e terminologias mais importantes.

O Arché, exclusivo a países iberoamericanos e Itália, é composto por um conjunto de oficinas, destinadas a projectos em diversas fases de desenvolvimento, um conjunto de masterclasses e outras actividades em torno de questões profissionais, cruciais para o desenvolvimento e visibilidade de um filme na actualidade.

Em parceria com o festival de cinema espanhol Márgenes, e também com o apoio do Programa Ibermedia, o Arché apresenta, a partir de 2019, o RAW: Residências Arché→Work. O RAW é um programa itinerante de seis semanas que inclui bolsas de participação no Arché e no MRG//Work, espaço de desenvolvimento do festival espanhol Márgenes, mas também um programa residências artísticas de 4 semanas em Lisboa. O RAW é destinado a dois grupos distintos: realizadores e produtores com um filme em desenvolvimento e jovens críticos e investigadores na área do documentário.

O Arché nasceu em 2015, com 2 oficinas e 10 projectos participantes. Desde então tem crescido em número de projectos e actividades, alargou-se à cidade do Porto, em parceria e no contexto do festival Porto/Post/Doc e passou a entregar prémios atribuídos por um júri próprio. Vários filmes saídos do Arché começaram já a circular pelos mais diversos festivais, como This Film is About me, de Alexis Delgado e La Vida en Común, de Ezequiel Yanco, em competição internacional no Visions du Réel 2019; Campo, de Tiago Hespanha, em competição internacional no Cinéma du Réel 2019, ou Trinta Lumes, de Diana Toucedo, em estreia no Panorama da Berlinale em 2018.

Arché