Residências Arché→Work

APRESENTAÇÃO

O Arché e o MRG//Work – espaço de formação e desenvolvimento de projectos do Festival Márgenes, com o apoio do Programa Ibermedia, dão origem a um novo projecto: as Residências Arché→Work, englobadas no programa de actividades do projecto RAW: Residências, Arché, Work.

As Residências Arché→Work apresentam um programa de desenvolvimento criativo e formação de seis semanas, a decorrer entre Lisboa e Madrid, que inclui a participação no laboratório Arché, um período de residência artística, e a participação no MRG//Work. São seus objectivos:

  • Dar continuidade e solidificar a parceria entre os laboratórios Arché e MRG//Work, estabelecida desde as suas primeiras edições;
  • Colocar o eixo Lisboa-Madrid ao serviço de uma indústria plural e viva de cinema independente de não ficção e incentivar as co-produções entre países Ibermedia;
  • Criar oportunidades de acesso ao mercado a produtores e realizadores em início de carreira, respeitando e incentivando as especificidades artísticas e económicas de cada projecto;
  • Fomentar a proximidade entre a produção e a investigação e crítica, criando um espaço partilhado e construído nas duas vertentes.

O programa dirige-se sobretudo a projectos independentes, dando prioridade a jovens realizadores e produtores e a projectos com propostas autorais únicas, inovadoras, consistentes e relevantes no panorama contemporâneo. Dedica-se também à formação de jovens investigadores na área do cinema de não ficção.

O Programa apresenta dois tipos de residências:

  • Residências de Criação.
  • Residências de Crítica e investigação.

Ao longo de seis semanas, os selecionados irão participar num conjunto de actividades entre o laboratório Arché do Doclisboa (de 17 a 27 de Outubro) e o MRG//Work do Festival Márgenes (de 20 a 30 de Novembro): oficinas de desenvolvimento de projecto, apresentações, encontros individuais com profissionais do setor, masterclasses e uma oficina de investigação e crítica. Ainda, entre 28 de Outubro e 19 de Novembro, os participantes irão participar numa residência artística em Lisboa.

 

PROGRAMA DE ACTIVIDADES

 

Residências de Criação

O programa é dirigido a realizadores e produtores emergentes provenientes de um dos países membros do Programa Ibermedia com um com um projecto audiovisual em desenvolvimento.
Será dada prioridade a propostas autorais, inovadoras, coerentes e relevantes no panorama contemporâneo.

A residência é articulada em três momentos:

17-27 de Outubro: Arché — Doclisboa (Lisboa)
Durante 10 dias os seleccionados irão participar nas actividades do Arché, no contexto do Doclisboa – Oficinas de Desenvolvimento de Projecto, masterclasses, sessão de pitching e one-to-ones. Terão também acesso à programação e actividades do Festival.

28 de Outubro · 19 de Novembro: Residência Artística (Lisboa)
Após o término das actividades do Arché, os participantes irão permanecer em Lisboa para uma residência artística com duração de três semanas. Ao longo deste período, poderão beneficiar de tutorías individuais e um programa de actividades para poder trabalhar o seu projecto. Semanalmente terão também um encontro com um tutor, focado nas estratégias de desenvolvimento e produção específicas por cada projecto.

20-30 de Novembro: MRG//Work – Festival Márgenes (Madrid)
Após o período de residência, os participantes viajam para Madrid para a última fase da residência, no âmbito do Festival Márgenes, onde irão participar nas actividades do laboratório MRG//Work e trabalhar individualmente junto com uma equipa de profissionais dosetor. Terão acesso à programação do Márgenes.

 

Residências de Crítica e Investigação

Este programa dirige-se a jovens críticos e investigadores provenientes de um dos países membros do Programa Ibermedia, cujo objecto de estudo esteja relacionado com a prática fílmica de não ficção, com especial foco à produção audiovisual de Portugal, Espanha e países da América Latina. Esta atividade tem como objectivo a promoção de conteúdos e conhecimentos com o intuito de fomentar o diálogo entre a investigação e as práticas cinematográficas contemporâneas. Os participantes seleccionados irão trabalhar com dois tutores que os irão acompanhar ao longo das seis semanas para potenciar a análise e o desenvolvimento através da promoção de imaginação, do conhecimento experimental e do pensamento crítico sobre a matéria de investigação. Poderão manter um diálogo constante com a equipa do RAW, assim como com os profissionais participantes e realizadores seleccionados, participando em todas as actividades, encontros e programação dos festivais Doclisboa e Márgenes.

A residência é articulada em três momentos:

17–27 de Outubro: Arché – Doclisboa (Lisboa)
Durante o Doclisboa, os seleccionados irão participar numa Oficina de Crítica e Investigação, orientada por dois tutores. Esta Oficina pretende trabalhar os temas e desafios específicos que o cinema de não ficção iberoamericano tem colocado às práticas investigativas e à prática crítica, propondo uma leitura da história e da teoria do cinema através desse enquadramento teórico-prático. O segundo momento desta oficina decorre em Madrid, no contexto do festival Márgenes.

28 de Outubro – 19 de Novembro: Residência Artística (Lisboa)
Após o término das actividades do Arché, os participantes irão permanecer em Lisboa para uma residência artística com duração de três semanas. Ao longo deste período, vão beneficiar de tutorias individuais e um programa de actividades para poder trabalhar o seu projecto.

20-30 de Novembro: MRG//Work – Festival Márgenes (Madrid)
Após o período de residência, os participantes irão viajam para Madrid para o segundo momento da Oficina de Crítica e Investigação, a decorrer no contexto do laboratório MRG//Work.Terão também acesso à programação do Márgenes.