Laboratório de Realização

Encontro, Discussão e Reflexão Crítica

Nesta edição do Laboratório de Realização vamos ter a oportunidade de conversar com realizadores em diferentes momentos do seu percurso. Partindo dos seus filmes e processos de trabalho, viajaremos pelas suas diferentes abordagens, opções éticas, estéticas e motivações.
O Laboratório de Realização pretende ser uma plataforma para o cruzamento de experiências entre os realizadores convidados e os participantes, aprofundando o conhecimento sobre a criação cinematográfica.
Este ano contamos com a presença dos realizadores Pippo Delbono (dia 22), Kimi Takesue (dia 23) e Louis Henderson (dia 29). O último dia será um momento de reflexão e aprofundamento sobre os temas explorados. O artista e professor João Tabarra irá orientar as quatro sessões do Laboratório, sendo os participantes convidados a preparar questões que queiram ver abordadas em cada sessão.

22, 23, 29 e 30 OUT (fins-de-semana) / das 10.00 às 13.00, Culturgest – Sala 6

Preço
Totalidade das sessões: 40 Euros (público em geral) e 25 Euros (sócios da Apordoc)
Um dos fins-de-semana: 25 Euros (público em geral) e 15 Euros (sócios da Apordoc)

FICHA DE INSCRIÇÃO

Sujeito a um processo de selecção: a ficha de inscrição inclui uma nota biográfica e uma nota de intenções. Em caso de dúvida, contactar +351 91 198 91 53 ou programme@doclisboa.org

Mais informações sobre os realizadores convidados:

PIPPO DELBONO

Pippo Delbono, nascido em 1959 em Itália, começou a treinar teatro tradicional sendo convidado, mais tarde, a seguir o trabalho de Pina Bausch. No início dos anos 1980, fundou a Companhia Pippo Delbono, criando com ela a maior parte dos seus trabalhos. O encontro com pessoas marginalizadas socialmente foi determinante para o desenvolver da sua investigação poética. As obras que se seguiram, incluíndo La Rabbia, dedicada a Pasolini, Guerra, Esodo, Gente di Plastica, Urlo, Il Silenzio, Questo buio feroce, La menzogna, Racconti di giugno, entre outras, foram apresentadas mundialmente. Delbono tem trabalhado também sobre a linguagem do cinema. Em 2003, filmou Guerra, filme vencedor do prémio para melhor documentário no Festival Internacional de Veneza. No ano passado, a sua curta-metragem La Visite fez parte da Competição Internacional do Doclisboa.

A propósito
Para informação sobre a projecção de Vangelo, de Pippo Delbono

KIMI TAKESUE

Kimi Takesue é uma realizadora galardoada e vencedora da prestigiada John Simon Guggenheim Fellowship in Filmmaking. Em 2010, recebeu a sua segunda bolsa artística da New York Foundation in the Arts na categoria de Vídeo. Os seus filmes WHERE ARE YOU TAKING ME (2010), SUSPENDED (2009), E=nyc2 (2005), SUMMER OF THE SERPENT (2004), HEAVEN’S CROSSROAD (2002), ROSEWATER (1999) e BOUND (1995) foram exibidos na televisão nos EUA e em mais de 200 festivais de cinema e museus internacionais, incluindo o Sundance Film Festival, Rotterdam International Film Festival, New Directors/ New Films, Locarno International, London’s Institute of Contemporary Art, o Walker Art Center, e o Museum of Modern Art em Nova Iorque.

A propósito
Para informação sobre a projecção de 95 and 6 to go, de Kimi Takesue

LOUIS HENDERSON

Os filmes de Louis Henderson investigam as ligações entre colonialismo, tecnologia, capitalismo e história. Licenciado pela London College of Communication e Le Fresnoy – studio national des arts contemporains, Henderson frequenta agora uma pós-graduação na European School of Visual Arts. A sua investigação foca-se nas novas materialidades da Internet e a neocolonização do espaço cibernético através da computação à escala planetária. Os seus filmes foram exibidos em diversos festivais, tais como Rotterdam International Film Festival, CPH:DOX, Transmediale Berlin, Muestra Internacional Documental de Bogota, Centre Pompidou, FRAC Midi-Pyrénées, Louisiana Museum of Modern Art, Tate Modern e a Whitechapel Gallery.

A propósito
Para informação sobre a projecção de Logical Revolts e The Sea is History, de Louis Henderson

Sobre o curador:

JOÃO TABARRA

João Tabarra (Lisboa, 1966) estudou fotografia na Ar.Co – Centro de Arte e Comunicação Visual. Começou a expor com regularidade no final dos anos 80 tendo consolidado um percurso que conta com a sua presença em relevantes projetos expositivos nacionais e internacionais tanto individualmente como em coletivos. É professor de Moving Image no Departamento de Media Arts, HGK Karlsruhe University for Arts and Design, Karlsruhe, Alemanha.