29-10-2016
Palmarés Doclisboa’16

“Calabria” e “Ama-San” são os grandes vencedores desta edição do Doclisboa.

– COMPETIÇÃO INTERNACIONAL –

Grande Prémio Cidade de Lisboa para Melhor Filme da Competição Internacional
– Atribuído pelo Júri da Competição Internacional –

CALABRIA, de Pierre-François Sauter / 2016 / Suiça / 117′

Menção Honrosa do Grande Prémio Cidade de Lisboa para Melhor Filme da Competição Internacional

SOL NEGRO, Laura Huertas-Millan / 2016 / Colômbia, França, EUA / 43′

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

Prémio Sociedade Portuguesa de Autores do Júri da Competição Internacional
– Atribuído pelo Júri da Competição Internacional  –

AZAYZ, de Ilias El Faris / 2015 / Marrocos, França / 12′

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

– COMPETIÇÃO TRANVERSAL –

Prémio José Saramago – Fundação José Saramago e Livraria Lello – para o melhor filme falado em português, galego ou crioulo de origem portuguesa transversal a Competições e Riscos.
– Atribuído pelo Júri da Competição Portuguesa –

CORRESPONDÊNCIAS, de Rita Azevedo Gomes / 2016 / Portugal / 145’

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

Prémio FCSH para Melhor Primeira Obra transversal a Competições e Riscos
– Atribuído pelo Júri da Competição Internacional –

300 MILES, de Orwa El Mokdad / 2016 / Síria, Líbano / 95′

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

Prémio Jornal Público para melhor curta-metragem transversal a Competições e Riscos.
– Atribuído pelo Júri da Competição Portuguesa –

DOWNHILL, de Miguel Faro / 2016 / Portugal / 17’

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

Prémio do Público
Prémio RTP para melhor filme português transversal a Competições, Riscos, Heart Beat e Da Terra à Lua

– Atribuído pelo público do Doclisboa –

CRUZEIRO SEIXAS – AS CARTAS DO REI ARTUR, de Cláudia Rita Oliveira / 2015 / Portugal / 85′

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

– COMPETIÇÃO PORTUGUESA –

Prémio Ingreme / Doclisboa para Melhor Filme da Competição Portuguesa
– Atribuído pelo Júri da Competição Portuguesa  –

AMA-SAN, de Cláudia Varejão / 2016 / Portugal / Suiça / Japão / 113′

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

Prémio Kino Sound Studio do Júri da Competição Portuguesa
– Atribuído pelo Júri da Competição Portuguesa  –

A CIDADE ONDE ENVELHEÇO, de Marília Rocha

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

Prémio Escolas ETIC — para melhor Filme da Competição Portuguesa
– Atribuído pelo Júri Escolas –

O ESPECATDOR ESPANTADO, de Edgar Pêra

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

COMPETIÇÃO VERDES ANOS  –

Grande Prémio La Guarimba
– Atribuído pelo Júri Verdes Anos  –

PULSE, de Robin Petré / 2015 / Bélgica, Hungria, Portugal / 26′

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

Prémio Especial do Júri Verdes Anos
– Atribuído pelo Júri Verdes Anos  –

O CABO DO MUNDO, de Kate Saragaço-Gomes / 2016 / Portugal / 15′

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

– JÚRI COMPETIÇÃO INTERNACIONAL –
Manon de Boer, Karen Akerman, Kathrin Kohlstedde, Valérie Massadian, Ludovic Lamant

– JÚRI COMPETIÇÃO PORTUGUESA  –
Emily Wardill, Mads Mikkelsen, Alexandra Carmo

– JÚRI ESCOLAS –
Sara Navarro, Filipa Marecos, João Rodrigues, Filipe Ferreira, Pedro Caseiro

– JÚRI COMPETIÇÃO VERDES ANOS –
Giulio Vita, Leonor Teles, Nuno Lisboa