19-05-2014
A Campanha do Creoula, de André Valentim Almeida vence a Selecção Doc Alliance 2014

A Campanha do Creoula, do realizador português André Valentim de Almeida, e escolha do Doclisboa para a Secção Doc Alliance 2014, venceu hoje o Prémio da Selecção, anunicado hoje durante o Doc Brunch no Festival de Cinema de Cannes.

O realizador esteve presente na cerimónia de entrega do prémio, juntamente com os representantes dos sete festivais de cinema membros da Aliança. É a segunda vez consecutiva que este prémio é atribuído a um filme português.

Este ano, fizeram parte do Júri: Vasco Câmara (Público, Portugal), Hannah Pilarczyk (Der Spiegel, Alemanha), Kim Skotte (politiken, Dinamarca), Christian Jungen (NZZ am Sonntag, Suíça), Isabelle Regnier (Le Monde), Piotr Czerkawski (Polónia) e Kamila Bohackova (Rép. Checa).

Para além do filme português, estiveram a concurso os filmes Bloody Beans de Narimane Mari (escolha do FID Marseille) The Reunion, de Anna Odell (nomeado pelo CPH:DOX), Mundial. The Highest Stakes, de Michal Bielawski (escolhido pelo Planete Doc Warsaw), Striplife, de Nicola Grignani, Alberto Mussolini, Luca Scaffidi, Valeria Testagrossa, Andrea Zambelli (nomeado pelo festival Visions du Réel) The Great Night, de Petr Hátle (escolha de Jihlava IDFF) e The Special Need de Carlo Zarotti, escolhido pelo Festival Alemão DOK Leipzig.

Sobre o filme, André Valentim Almeida afirma: “A Campanha do Creoula é a minha chegada à idade adulta do cinema, aquele momento em que, no final do filme, não quero refazê-lo de novo ou destruí-lo pelo fogo”

A Campanha do Creoula ganhou a Menção Honrosa da competição do Prémio Revelação e o Prémio Escolas do Doclisboa’13.