pt en
04-12-2014
Duncan Campbell vence Prémio Turner 2014 com It for Others

“It for Others”, do artista irlandês Duncan Campbell, venceu esta semana o Prémio Turner 2014, filme que foi exibido nesta edição do Doclisboa, integrado no programa da secção Riscos.

Com duas sessões apresentadas no Cinema Ideal, It for Others (2013, 54’) reúne reflexões sobre a vida, a morte e o valor dos objectos, inspiradas no filme ensaio de 1953, Les Statues meurent aussi, de Chris Marker e Alain Resnais, que foi também mostrado nos programas especiais do Doclisboa, em memória do realizador francês Alain Resnais.

A par de It for Others, a exposição “Gente da Terceira Classe” – Fotografia e Realismos que integra a secção Passagens da 12ª edição do Doclisboa, exibe Arbeit, filme de Campbell que fala da reunificação alemã, da introdução do euro e da crise actual através da história do antigo dirigente do Deutsche Bank e influente economista alemão Hans Tietmeyer.

A exposição “Gente da Terceira Classe” – Fotografia e Realismos estará patente até ao dia 4 de Janeiro de 2015, na Fundação EDP – Museu da Eletricidade.

Criado em 1984, o Prémio Turner é um dos mais importantes prémios de arte contemporânea que todos os anos distingue um artista britânico com menos de 50 anos. Nos últimos 30 anos premiou artistas como Steve McQueen, Wolfgang Tillmans, Damien Hirst, Antony Gormley, Anish Kappor, Rachel Whiteread ou Elizabeth Price que venceu em 2012 e no ano seguinte integrou o programa do Doclisboa com a instalação Woolworths’s Choir of 1979, apresentada no Carpe Diem Arte e Pesquisa.  

Para mais informações consulte o site da Tate:

http://www.tate.org.uk/visit/tate-britain/turner-prize/winners